Conferência de Meio Ambiente de Muriaé estabelece propostas para ampliar a qualidade de vida nos municípios

evento3_620x465

evento2_620x465

evento_620x465

stelo6_620x465

Vamos Cuidar de Muriaé – este foi o slogan da III Conferência Municipal de Meio Ambiente, realizada pela Prefeitura Municipal de Muriaé, através da Secretaria do Meio Ambiente. Com foco em Legislação Ambiental e Conservação de Recursos Naturais, o evento aconteceu no Grande Hotel Muriahe e reuniu um bom número de participantes preenchendo todas as vagas disponíveis. Dentre os presente compareceram alunos e professores de várias instituições de ensino superior do município, representantes da sociedade civil, do poder público e poder legislativo. A III Conferência fez um convite para que a sociedade muriaeense se engajasse no processo de gestão
participativa, traçando metas para diferentes ações e propostas de políticas públicas. Dos debates em grupos realizados através dos eixos temáticos, saíram propostas que foram lidas em plenária e encaminhadas para apresentação ao CODEMA no dia 25 de junho. Para tratar dos assuntos em prol das causas ambientais, foram convidados o professor do Instituto Doctum – Leopoldina, Fernando Amarante Barcellos Filho, que dissertou sobre Legislação Ambiental, o Engenheiro Agrícola UFV/ACOMAD, Antônio Gonçalves do Amaral, que mencionou a necessidade de revitalização das micro bacias hidrográficas e a importância de parcerias no processo de proteção ao meio ambiente. Também esteve presente para o ciclo de palestras o Engenheiro de Telecomunicações e professor da Universidade Federal de Juiz de Fora, Daniel Discini Silveira que, falou sobre a “Radiação Não Ionizante e Seus Impactos Junto à População”, e na oportunidade apresentou alguns laudos ilustrando o trabalho de Licenciamento de Estações de Radio Base que vem sendo realizado no município em pareceria com a UFJF. Dentre as propostas sugeridas durante o evento, podemos citar: 1) A criação da Câmara Técnica de Educação Ambiental no CODEMA; 2) A celebração de parcerias/convênios entre poder público, faculdades e comércio, para execução de Educação Ambiental em escolas e comunidades; 3) Acompanhamento dos aterros e desaterros e dos processos de construção civil.

Ver Mais Notícias


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *