Programação do Desfile de 07 de Setembro em Muriaé

7h30 – Concentração na Rua São Pedro; 8h – Hasteamento das Bandeiras em frente ao Grande Hotel; 8h30 – Início do Desfile Cívico-Cultural.

1) Bombeiros (viaturas); 2) Polícia Militar (viaturas); 3) Secretaria de Desenvolvimento Social e FUNDARTE; 3.1 Abertura com escudos da FUNDARTE (alunas da Escola Municipal de Dança Jorge Barroca) ; 3.2    Pavilhão Nacional; 3.3    Núcleo; 3.4 Centro de Convivência do Idoso; 3.5 Banda Sociedade Musical União dos Artistas; 3.6 Escola Municipal de Música Leonel Vargas; 3.7 Escola Municipal de Dança Jorge Rodrigues Barroca; 3.8 CRAS Vermelho e CRAS Santa Terezinha; 3.9 Escola Municipal de Artes Visuais Moacyr Fenelon; 3.10 CRAS Aeroporto e CRAS São Joaquim; 3.11 Banda Marcial Cândido Portinari; 3.12 Escola Municipal de Audiovisual Carlos Scalla; 3.13 Centros Culturais da FUNDARTE (Centro Cultural e Turístico Regional Doutor Pio Soares Canêdo – Grande Hotel Muriahé, Memorial Municipal – Arquivo Histórico Municipal e Museu Municipal, Biblioteca Pública Municipal Vivaldi Wenceslau Moreira e Teatro Municipal Belmira Vilas Boas) e Departamento de Turismo da FUNDARTE; 3.14 Programa Atitude Jovem e Setor de Apoio à Juventude; 3.15 Servidores do Programa Proteção Social Especial; 3.16 Escola Municipal de Teatro Gregório de Mattos Guerra; 4) Banda Marcial Bernadete Carneiro; 5) Escoteiros; 6) Desbravadores; 7) Polícia Ambiental; 8) Agentes Penitenciários
9) Tiro de Guerra.

Ver Mais Notícias


3 Comments

  1. Boa tarde Silvan, gostaria de agradecer o vereador Evandro Cheiroso e ao Vice Prefeito Marcos Guarino pelo otimo trabalho que esta sendo realizando em minha rua ( Rua Izon Dias Duarte – Bairro São Francisco.

  2. Engraçado , visualizo a ordem do desfile analisando o grau de importância e valor social de instituições e secretarias. Chego à conclusão que a tugentes penitenciários constituem uma classe totalmente com pouco valor social e indiferente. Desfile do tiro de guerra deveria ser primeiro.

  3. Na tarde de 7 de setembro de 1822, D. Pedro estava às margens do riacho Ipiranga, quando recebeu uma carta, que exigia sua volta imediata para Portugal, pois as cortes portuguesas estavam determinadas a dominar o Brasil. Foi nesse local e nesta data que D. Pedro deu o famoso "Grito do Ipiranga".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *