FEAM vistoria barragens da CBA em Itamarati de Minas e Miraí e confirma segurança das estruturas

Em Itamarati de Minas e Miraí, fiscais avaliaram pontos relacionados às condições de drenagem, identificação de instrumentos e limpeza de canaletas

Fiscais da Fundação Estadual do Meio Ambiente (FEAM) estiveram nas Unidades de Mineração da Companhia Brasileira de Alumínio – CBA em Itamarati de Minas e de Miraí para avaliar as condições de segurança de suas barragens de rejeito. Os fiscais avaliaram em campo as drenagens superficiais, os instrumentos de monitoramento, taludes e bermas, cobertura vegetal, qualidade da água devolvida ao meio ambiente, ações de melhoria etc.

“Seguindo o pilar de transparência, a empresa recebeu os representantes da instituição em dezembro e apresentou todas as informações solicitadas, bem como acompanhou a visita dos técnicos nas barragens ao longo dos dois dias. Nós consideramos importante a visita dos orgãos fiscalizadores à CBA para vistoriar as estruturas. A fiscalização realizada por um órgão público valida a dinâmica de gestão de segurança de barragem da empresa”, diz Caetano Vaz Lobo Barros, engenheiro de minas da CBA.

Além das condições visuais da estrutura, os fiscais avaliaram o cumprimento das recomendações da Geoconsultoria, consultoria independente de geotecnia contratada pela CBA, e também conferiram as recentes atualizações do Plano de Segurança de Barragem (PSB) e do Plano de Ações de Emergência para Barragem de Mineração (PAEBM). “Fomos muito elogiados pela disciplina na condução do nosso trabalho e pela gestão de segurança de barragens da empresa”, ressalta Caetano.

De acordo com o gerente das unidades da CBA na Zona da Mata, Christian Fonseca de Andrade, esse tipo de fiscalização reflete transparência à população em relação ao trabalho da empresa. “O resultado positivo em uma vistoria como essa, com a riqueza de detalhe que foi realizada, traz tranquilidade para a comunidade. O sistema de gestão de segurança das nossas barragens contempla rotinas pesadas de monitoramentos e avaliações, sendo que os resultados são encaminhados aos órgãos fiscalizadores. Também contamos com auditorias externas, conduzidas por uma empresa independente especializada e reconhecida internacionalmente, que avalia os monitoramentos, controles e ações mensalmente e, a cada 6 meses, realiza uma avaliação geral da barragem”, reforça.

Em 2019, a CBA também realizou treinamentos com os moradores pertencentes à Zona de Autossalvamento (ZAS), à jusante das barragens, sobre como proceder em situações de emergência, em parceria com as Defesas Civis Municipais e o Corpo de Bombeiros Militar. O treinamento na ZAS é parte das ações de rotina previstas no PAEBM, em alinhamento às práticas de segurança e gestão de barragens e em cumprimento à legislação (Portaria 70.389/17). Posteriormente aos treinamentos, foram realizados os simulados de evacuação da área de autossalvamento, com excelente adesão da comunidade.

Barragens CBA: As barragem de Itamarati de Minas e Miraí foram construídas em etapa única e operam desde 1992 e 2008, respectivamente. A empresa mantém todos os controles e manutenção das estruturas. Ambas as barragens possuem estações de tratamento de água, que garantem o retorno deste recurso com qualidade para o meio ambiente.

Ver Mais Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *