Laboratório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB), confirma dois abalos em Muriaé

DOIS ABALOS DE 2,4 NA ESCALA RICHTER

Bairro Gaspar foi o primeiro a sentir o abalo
Momento, que por prevenção, as aulas foram suspensas no DECA

“A respeito dos abalos de terra que foram sentidos em Muriaé nesta sexta-feira, dia 21 de fevereiro, a Defesa Civil informa que entrou em contato com o Observatório Sismológico de Brasília a fim de obter mais informações sobre o ocorrido.

Embora haja relatos de vários abalos, apenas dois foram detectados pelo sistema. O mais forte deles alcançou o índice de 2,4 na Escala Richter, ficando dentro do patamar de classificação colocado como “Muito Pequeno”. Portanto, não há motivo para pânico ou maiores preocupações.

De acordo com as informações, os abalos muito provavelmente foram provocados por causas naturais, não havendo qualquer relação com supostas obras ou implosões.

A Prefeitura de Muriaé, através da Defesa Civil, permanece atenta a eventuais novas ocorrências. Em caso de emergência, o órgão permanece em funcionamento através do telefone de plantão: (32) 99826-9846″ diz a Defesa Civil de Muriaé.

Ver Mais Notícias

5 Comments

  1. As midias de Muriaé deveriam ter vergonha de mascarar isso o que aconteceu aqui na cidade,
    Terremoto é uma ova!… nenhima outra midia no brasil dizem nada sobre o assunto, e qual a explicação do “bummmm” que foi ouvido antes de cada tremor? Visitem os canteiros de obras dos endinheirados o poderosos que vão descobrir porém irão continuar calados ou enganando o pobre que mais uma vez vai ficar no prejuízo.

  2. Sou leigo no que se refere a eventos geologicos e tão pouco conheço a fundo a tipografia de Muriaé, mas Glauco, é praticamente impossível um humano dissipar energia suficientemente capaz de provocar um abalo quilométrico.
    Se o caso houvesse ocorrido somente no bairro Gaspar e talvez no União, sua proposição poderia ser averiguada.
    Basta agora somente ver o que a UnB irá nos entregar como causa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *