Preços abusivos: supermercados de Muriaé também são alvos de operação da Polícia Civil

A Polícia Civil de Muriaé realizou na tarde desta terça-feira (7) a Operação SOLIDUS (Solidariedade, em latim) para verificar possíveis infrações contra a ordem econômica e contra as relações de consumo. Agentes da 4a DRPC percorreram diversos estabelecimentos comerciais da cidade verificando os preços praticados em itens/produtos de primeira necessidade.

Os documentos e informações serão analisados e periciados pra verificar se existe algum tipo de excesso por parte dos comerciantes, notadamente, neste período em que vigora o Decreto de Calamidade Publica no Estado. O delegado Tayrony Espíndola, que coordenou a equipe de Fiscalização comentou sobre a Operação:

“A Polícia Civil investiga crimes. Neste caso específico o que se apura é a suposta prática de sobrepreço abusivo e injustificado o que se enquadra nos termos do art. 3o, VI, da Lei 1521/51, que define os crimes contra e Economia Popular. Outros estabelecimentos que atuam na área de produtos e serviços essenciais serão igualmente fiscalizados pra que a gente possa dirimir as dúvidas existentes.”

Segundo Tayrony, não é possível apontar abusividade apenas pelo fato de um determinado produto/mercadoria ter tido um reajuste abrupto de preço, porque esse componente é formado por diversas variantes e o comerciante necessariamente precisa ter essa margem de trabalho, que acaba sendo repassada ao consumidor final, como ocorre em qualquer comércio. O crime, segundo ele, é quando a pessoa de aproveita do momento atual para abusar do direito de lucro, em detrimento do consumidor. Fotos interior do estabelecimento: Polícia Civil.

Ver Mais Notícias


5 Comments

  1. Bom dia, Silvan. Não seria mais fácil pedir a nota de entrada da mercadoria ( quando a loja compra) e comparar com o valor das gôndolas? Comparar preço de custo e venda. Deveriam fiscalizar além dos mercados, as farmácias também.

  2. Muito bom isto no Porto a vergonha ainda é maior os dois maiores ,fica pesquisado o produto do outro e quando só um tem ele aumenta o preço ainda mais o ovo que é muito conhecido pelo pobre foi um deste produto em um tempo deste os covardia entra em em campo parabéns as autoridades e vergonha para a ganância

  3. Bela iniciativa delegado, mas queria que desse uma investigada nos postos de combustiveis tb, não só nos preços mas na qualidade tb, muita gasolina ruim por ai!!!

Deixe uma resposta para Muriaeense Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *