Prédio da UPA Muriaé ganha identificação e também instalação de equipamentos

A Prefeitura de Muriaé continua com a reforma e ampliação do prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no bairro da Barra. Esta semana o prédio ganhou as placas de identificação. Ainda não foi divulgado oficialmente sobre a inauguração, mas está previsto para este ano.

O local vem sendo equipado pela Prefeitura (através da Secretaria Municipal de Saúde) para, após mais de oito anos de sua construção, poder finalmente entrar em funcionamento. Nesta semana, está sendo finalizada a instalação de réguas de gases medicinais. O equipamento permite aos médicos e enfermeiros terem acesso rápido a oxigênio, ar comprimido e vácuo para a realização de procedimentos junto aos pacientes.

A instalação é resultado do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que foi firmado entre Ministério Público Federal, mineradora Anglo American, Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa.

O TAC em questão destinou a quantia de R$ 202.191,00 para o município de Muriaé. O documento determinou que, deste total, R$175.550,00 fossem direcionados para as réguas de gases na UPA. Já os R$ 26.641,00 restantes são destinados para a aquisição de um aparelho monitor cardíaco com recurso de capnografia.

As UPAs fazem parte da Política Nacional de Urgência e Emergência, lançada pelo Ministério da Saúde em 2003, que estrutura e organiza a rede de urgência e emergência no país, com o objetivo de integrar a atenção às urgências. As Unidades de Pronto Atendimento funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana e ajudam a diminuir as filas nos prontos-socorros dos hospitais.

O estabelecimento ofereceria estrutura simplificada, com raio-X, eletrocardiografia, consultórios, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24 horas.

Na ocasião, foi informado que a UPA construída em Muriaé era de Porte II: População na área de abrangência de 100 mil a 200 mil habitantes. 9 a 12 leitos de observação. Capacidade de atender até 300 pacientes por dia, mas pode ter havido alguma mudança neste sistema.

Ver Mais Notícias


4 Comments

  1. Todo mérito ao Dr. Paulo César. Ele vai colocar pra funcionar, nunca tivemos um secretário de saúde como ele. Estou falando dele, ouvi essa promessa da boca dele e ele vai cumprir. Homem honesto, veio de baixo e é competente. Estou falando dele, agora essa gestão… O único que conseguiu escapar! Parabéns, Dr. Paulo! Cumpra sua promessa, sei que caráter você tem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *