UM SÉCULO DE HISTÓRIA

Paulistano, o amador de Muriaé que jogou no Maracanã em 1955

Junho de 1920 a junho de 2020, são 100 Anos, e quem está comemorando o Aniversário de 1 Século em Muriaé, é o primeiro clube de futebol amador da cidade, o Paulistano Foot-Ball Club, um amador que não chegou, ainda, ao profissional, mas que tem seus projetos futuros, tem a base que é uma de suas identidades, e vive a expectativa de um estádio próprio, que pode está a caminho.

Nossa reportagem encontrou com alguns jogadores marcantes do Paulistano, como o Rafael, Adecy e Celso Luiz. Falamos ainda com um dos representantes do clube, Vanílton Guedes, que tem apoio de José Sérgio, do empresário Aderbal Fernandes e muitos outros paulistanos que mantém viva a memoria do rubro-negro da Barra. E as lendas estão por aí.

Rafael aos 85 anos, aponta o jovem de 19, era ele na partida

Adecy e Celso Luiz, ex-jogadores do Paulistano
Aderbal Fernandes é um dos principais incentivadores

E pensar que este time de torcida grande e apaixonada em Muriaé, jogou no Maracanã em 8 maio de 1955, na preliminar de Botafogo x São Paulo, no jogo Paulistano de Muriaé x Brahma, certamente foi emoção demais, inesquecível, inclusive nesta partida estava o Rafael, hoje com 85 anos, que mora na Souza Castro. O jogo foi proporcionado por um empresário que representava o comércio da cerveja Brahma nesta região e se simpatizou com o clube e com a cidade. Era esportista e tinha muita influência. Tal fato foi histórico e marcou o rubro-negro da Barra. Sua camisa tem as cores iguais a do Flamengo, e seu símbolo, o seu escudo, é um índio.

E os amadores que foram jogar no Maracanã….

A sucessão de vitórias, o bom futebol e os craques da casa eram um sucesso, e foi até 1983 quando ganhou seu último título, e três anos depois, seu estádio foi desapropriado pela Prefeitura de Muriaé, e no local foi construída a Praça do Trabalhador. Conta a sua história, que foi um dos primeiros clubes criados no início do Século XX a integrar negros e mulatos em seu elenco, um marco histórico, pois naquela época, o futebol era tido como um esporte de elite. Os fundadores do clube foram Emiliano Silva, José Monteiro de Castro e Marius Dornelas, juntamente com Álvaro Monteiro de Castro e Itamar Magalhães. O terreno foi cedido pelo Cel. Antônio José Monteiro de Castro.

O bairro da Barra com o “Templo do Futebol”

Com relação ao novo estádio, o clube mantém a esperança de reaver, de voltar às atividades, e pode estar perto de conquistá-lo, pois há na cidade um estádio em construção para cerca de oito mil pessoas, que fica ao lado da antiga FEBEM, mas a posse vai depender da diretoria (uma nova está sendo formada), do município e de entidades envolvidas. O clube tem atualmente a sua base comandada pelo desportista, Vanílton Guedes, que vê no projeto dos meninos, algo muito valioso para qualquer clube.

Um estádio em construção em Muriaé e pode ser do Paulistano
Vanílton Guedes, desportista comanda a Base

Conversamos também com o desportista e comunicador, comentarista, Luiz Martins, uma lenda do esporte fora das quatro linhas. Veja seu relato:

Luiz Martins, também é do bairro da Barra

“O portão principal ficava aberto o dia inteiro, tinha jogos de todas as categorias, era uma festa. Era a época do presidente Tenente Waldemar Alpoim. Encerrava sempre com o jogo principal entre Paulistano e uma grande equipe da região ou do Rio de Janeiro. O meu avô foi convidado de honra da inauguração, e seu cunhado trouxe uma banda de música do Rio de Janeiro. Por aqui passaram Olaria, em 75, o Bonsucesso em 82, que tinha como destaque o tri campeão Brito, ex zagueiro do Vasco, Flamengo, Cruzeiro e Corinthians, e Maurício, que foi pro América e Botafogo fez os dois gols neste dia. Depois fez o gol do jejum botafoguense de quase vinte e três anos sobre o Flamengo”, disse Martins.

Registramos aqui apenas alguns fragmentos da história deste time centenário, e claro, ela foi composta por muita mais gente e que também merece todo reconhecimento. O clube amador muriaeense foi destaque em novembro de 2017 no Blog https://geoculturadofutebol.blogspot.com de Hélcio Ribeiro Campos, doutor em Geografia Humana pela USP e professor do IF Barbacena.

VEJA MAIS FOTOS clique em “Leia Mais”

Ver Mais Notícias


One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *