Aterro Sanitário pode voltar a operar em breve. Lixo de Muriaé ainda levado para Recreio

Paralisado há cinco meses, devido a problemas detectados depois do grande volume de chuvas que atingiu Muriaé no início do ano, o Aterro Sanitário Municipal pode voltar a operar em outubro. Essa é a expectativa do Departamento Municipal de Saneamento Urbano (Demsur), responsável pela gestão do complexo.

Primeiros trabalhos foram executados em março – Arquivo

Segundo o órgão, a paralização do aterro seguiu o Protocolo de Gerenciamento de Risco para atividades desta natureza, para evitar riscos à segurança dos trabalhadores, assim como para a estrutura da unidade.Desde então, o lixo produzido em Muriaé está sendo levado para o Aterro Sanitário União, que fica no município de Recreio. O Demsur ressalta que todas as medidas necessárias seguem sendo adotadas, visando a retomada das atividades do aterro. Especialistas foram contratados e, conforme o departamento, como resultado de estudo geotécnico, um laudo foi elaborado e apontou, entre as prováveis causas dos problemas, falhas de concepção do projeto inicial do aterro, inaugurado em 2014.

O diretor do Demsur, Geraldo Júnior, acompanhando os trabalhos

Ainda de acordo com a autarquia, já foi iniciada a fase licitatória para elaboração de projetos e execução das obras que irão possibilitar a reativação do Aterro Sanitário Municipal, e se não houver atrasos no processo o retorno das atividades poderá ocorrer no mês de outubro.

Ver Mais Notícias


One Comment

  1. O povo quer saber; A Prefeitura Municipal de Muriaé esta pagando aluguel a Prefeitura de Recreio para usar o depósito de lixo daquela cidade ou está só na base da amizade? Se estiver pagando qual o valor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *