Polícia Rodoviária Federal realizou em Muriaé a grande operação da Semana Nacional do Trânsito

O chefe da PRF na região, Joel Guedes e Maurício Moreira

A Polícia Rodoviária Federal realizou nesta terça-feira (22), em Muriaé, uma grande operação dentro da Semana Nacional de Trânsito. A Delegacia da PRF em Leopoldina conta com policiais de várias outras delegacias e a operação em Muriaé, aconteceu na BR-356, entre o Trevo da Gávea e o radar do Vitrines.

Segundo a chefia da PRF, nesta etapa da operação, o alvo são as motocicletas, tanta na questão de documentação quanto na conservação do veículo. O trabalho acontece em todo o Brasil de 15 a 25 de setembro. A operação de Muriaé foi acompanhada de perto pelo chefe da Delegacia de Leopoldina, Joel Guedes.

Ver Mais Notícias


14 Comments

  1. É isso que tem que ser feito, parabéns aos policiais envolvidos, queria que a militar tb fizesse isso constantemente, é muito carro irregular rodando na rua e por favor essas motos barulhentas não é possível que fala na lei que essas coisinhas podem andar com essa barulhada toda, é só intensificar na av Dr. Passos, nem o prontocor eles respeitam!!!!!!!!!

  2. Parabéns a Polícia Rodoviária Federal!. Que mais blitzes continuem acontecendo tanto no trecho urbano da BR 356 quanto no trecho Muriaé x trevo da Sapucaia (Patrocínio / Eugenópolis). Há muitos motoristas e motociclistas andando sem CNH, com o documento do veículo atrasado, cometendo imprudências na rodovia e muito das vezes até sob o efeito de álcool e drogas. Muitas das vezes até colocando em risco a integridade das pessoas em risco, cometendo acidentes. Parabéns ao Joel Guedes e toda a equipe da PRF.

  3. Parabéns à PRF Muriaé e Leopoldina por esta operação. Isso deveria ser um exemplo para a divisão de trânsito do PMMG. O trânsito de Muriaé está um verdadeiro inferno, pior do que o da Índia e, parte importante deste problema deve-se à falta de respeito dos motociclistas que andam nas ruas como se estivessem em uma pista de corrida, assim, parte dos acidentes com colisão deve-se também ao excesso de velocidade dos mesmos. Muitos destes motociclistas não tem habilitação, não estão com documentação em dia. Todo cidadão tem direito de possuir um carro ou moto, mas também deveria ter a obrigação de estar com a documentação em dia, ou então, não tenha veículo e ande de ônibus, a pé ou de bicicleta. Parabéns mais uma vez !!

  4. Parabéns nada !!!! …….. param só que lhe convém ! E na grande maioria moto ! Quantos carros caindo pedaço , sem nenhuma condição de rodagem , inclusive com xênon …. não param !!! E falo mais gostam de esculhamba cidadão de bem !!!…..

    1. O dito “cidadão de bem” tem seu veículo legalizado, seja ele moto, carro ou caminhão. Qualquer cidadão que não esteja em dia com suas obrigações não pode reclamar de ser parado em blitz e ter o veículo recolhido. Essa mania de dizer “só para trabalhador”, se o trabalhador estiver com o carro ilegal, ele está infringindo uma regra e deve ser punido sim! Menos mimimi e mais rigor das leis. PARABÉNS A POLÍCIA!

  5. Infelizmente o brasileiro é escravo do governo. Aqui trabalhamos para sustentar o sistema. Tudo temos que pagar imposto e mais impostos. Uma vergonha esse país. Pobres não pode ter nada. Um país com muita desigualdade.

  6. Lamentável estas blitz! muito triste pois é a semana nacional do trânsito deveria é ser feito pela PF é blitz educativa que conscientize os condutores, pois eles policia rodoviária tem o resto do ano para fazerem este tipo de operações.

    1. Lamentável é seu comentário! Como um cara que diz que quer um trânsito melhor acha errado que a polícia faça seu trabalho e recolha os veículos que estão ilegais e puna os condutores que estão irregulares? Deixa de ser hipócrita!!! Blitz educativa tem que acontecer sim, mas blitz de verificação de documento e apreensão de veículo irregular tb! Parabéns PRF!

  7. Só param motos e jogam todas juntas no guincho, cobram o mesmo valor de cada uma caso aconteça isso com alguém vc pode exigir que o seu veiculo seja levado sozinho pois vc paga pelo guincho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *