Súmula relata tumulto no Soares de Azevedo

“Como cometamos no dia de ontem, no jogo entre Nacional e a equipe do Athetic de São João Dey Rey, tivemos dentro de campo um embate sadio, onde as equipes dentro de suas limitações e qualidades buscaram a vitória. Porém ao final do jogo tivemos uma confusão generalizada, envolvendo atletas, seguranças, diretores das equipes e até pessoas inerentes ao jogo, partindo para as vias de fato e agressões.

Segundo a súmula redigida pelo árbitro da partida, o Sr. José Alfredo Filho, pessoas não identificadas na arquibancada coberta do Estádio Soares de Azevedo, com possível ligação com o Nacional, praticaram incitações e ofensas aos atletas da equipe adversária. Como também o preparador de goleiros da equipe do Nacional teria se dirigido aos atletas da equipe adversária com questionamentos, promovendo uma resposta a altura. No relato na súmula, também consta que o porta de acesso da arquibancada coberta ao campo de jogo, teria sido violado (aberto), permitindo que algumas pessoas acessassem ao campo de jogo e participassem da confusão.

Pessoas ligadas ao Nacional relatam que um atleta do Athetic teria ofendido uma funcionária da equipe local, e que teria praticado um gesto obsceno com as partes intimas. E que esse teria sido o motivo do início da confusão. Nos vídeos que estão circulando pelas redes sociais, identificamos uma confusão, inclusive com tentativas de agressão envolvendo jogadores de ambas equipes, diretores, pessoas não ligadas ao jogo e seguranças. Sendo que o tumulto se concentrava do meio do túnel, para o lado dos vestiários do Athetic, dando a compreensão que se tentava acuar a equipe adversária.

Sabemos que o responsável pela promoção da segurança no módulo II do campeonato mineiro é de responsabilidade da equipe mandante, que ela deve buscar todos os recursos necessários para uma segurança de qualidade. Sabemos também que no esporte, principalmente no futebol, devido a disputa tanto física, quanto psicologia, os ânimos se acirram, muitas das vezes, chegando a pontos extremos. Por isso algumas atitudes produzidas em campo passam dos limites até do bom senso, porém são punidas e acabam terminando ao final da disputa.

CONTINUA LENDO… clique em “Leia Mais”

Por isso entendo que não cabe a nenhum dirigente, segurança ou torcedor questionar ou não atitudes de atletas adversários ocorridos nas quatro linhas. E caso ocorra tais fatos que em tese passem dos limites, existem formas para tais punições. Tais como advertências com cartões amarelos e vermelhos, relatório em súmula. Em casos em cheguem a delitos criminais, cabe providências a nível policial, como se fazia presente no local, tanto a Polícia Militar, quando a Polícia Civil, para registros e até prisões caso fosse necessário.

Entendo também, que devido a pandemia do covid19, e os protocolos assinados pelos órgãos sanitários, onde os atletas envolvidos na disputa da competição, são submetidos a testes semanalmente, e que inclusive a até a imprensa não pode adentrar ao campo de jogo. Se entende que pessoas fora desse ciclo não deveriam estar no estádio, se dirá naquele tumulto.

Se faz necessário que cada envolvido nesse fato reflita, faça uma autocrítica do que se foi feito, ou deixou de ser feito, buscando o profissionalismo tanto dentro de campo, quanto fora dele. Um Nacional forte, profissional e que brilhe na primeira divisão do futebol mineiro, passa muito pelo profissionalismo de todos os setores do clube. Lugar de torcedor é e sempre será nas arquibancadas, no gramado, no túnel e nos vestiários do Soares de Azevedo é lugar para comissão técnica e atletas.

Não nos cabe aqui apontar culpados, apenas que os envolvidos, seja quem for, reflitam e busquem a correção dos erros, para a busca do tão falado profissionalismo esportivo”.

Rogério Lúcio é militar aposentado e comentarista esportivo de rádios e outros veículos de comunicação.

Ver Mais Notícias


4 Comments

  1. ABRIU A PORTA PARA AS “PANELAS”, FAZER BADERNA AGORA CONTINUA NA SEGUNDA DIVISAO. NACIONAL SE QUISER CONQUISTAR A PRIMEIRA DIVISAO TEM QUE MUDAR MUITA COISA .VERGONHA ESSE NAO E O NAC DE MURIAE E SIM DE ALGUMAS PESSOAS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *