Mineiridade: escritor de Fervedouro faz homenagem ao Minas Gerais 300 anos

O dia 02 de dezembro de 2020 é a data em que Minas Gerais completa 300 anos, cabe-nos a obrigação, como mineiro que somos, de nascença ou de coração, render nossa homenagem a este Estado que conquistou o Brasil, visto que, parafraseando aquela famosa frase, (extraída da música Samba da Minha Terra – Gilberto Gil – 1961 – Grifo nosso), tomando a liberdade poética de realizar nossas adequações: “quem não gosta de Minas, bom sujeito não é..”.

Mas, voltemos à pergunta que muitos estão a fazer. Como surgiu Minas Gerais? difícil seria responder a esta indagação em rápidas palavras, mas resumidamente poderíamos dizer que Minas Gerais surgiu século XVI, por meio do trabalho dos bandeirantes, em busca de ouro e pedras preciosas. Em 1709, foi criada a Capitania de São Paulo e Minas de Ouro, que, em 1720, foi desmembrada em São Paulo e Minas Gerais. No início do século XVIII, a região tornou-se um importante centro econômico da colônia, com rápido povoamento. No entanto, a produção de ouro começou a cair por volta de 1750, levando a Metrópole – Portugal – a criar formas cada vez mais rígidas de arrecadação de impostos, o que resultou no mais conhecido movimento político e histórico de Minas Gerais – A Inconfidência Mineira. O tempo passa, os anos voam e Minas Gerais progrediu e transformou-se neste Estado que possui dimensões continentais, cerca de 586.522,122 KM2 e é formado por 853 municípios, estimada em uma população de 21.119.536 habitantes.

Enfim, como diz Padre Fábio de Melo na Música Gerais das Montanhas (Álbum Tom de Minas – Lançado em 2004) “Minas de amor, mineiros… Laços tão verdadeiros, vida onde o sonho é real, terra de nome plural, Gerais das montanhas. Lugar que a fé escolheu pra ficar e a chuva só fez fecundar, minérios, mistérios da cor”.

E sem mais delongas, permita-me expressar meu amor a Minas Gerais com uma poesia que foi agraciada com Menção Honrosa, na categoria especial do VII Concurso Nacional de Poesias do Clube dos Escritores de Piracicaba-SP, realizada no ano de 2006; e foi publicado na Revista da Academia Mineira de Letras – Ano 86º – Volume LI – Janeiro, Fevereiro e Março de 2009 na página 277.

MINAS GERAIS O CORAÇÃO DO BRASIL

Ê Minas Gerais!
Tu és entre todas a mais!
Tu és o melhor estado do Brasil.

Com encantos mil,
Conquista até mesmo
Aquele que a esmo,
Se emprenha em tuas matas,
A procura de sonhos e promessas ali perdidas.

Com sua gente hospitaleira
Que a muitos conquistou.
Só com um dedinho de prosa,
Que a eles prestou.

Sem mencionar sua comida
Que a muitos entristeceu.
Pois a gula é pecado! E o regime sagrado!
Mas só com o cheiro exalado
Conquista o paladar de Jesus ou o Diabo!

Terras de tantas mil!
Que de políticos, poetas, atletas ou tantos mil
Conquistaram o coração do Brasil.

E a Minas o Brasil se rende.
E respeita o prelado de seu povo sofrido.
Que mesmo marginalizado,
Ou até descriminado,
Conseguiu transformar o Estado no coração do Brasil.

Celso Ricardo de Almeida

Saiba mais sobre o autor do artigo… clique em ‘Leia Mais” 

Celso Ricardo de Almeida
celsoricardo-almeida@bol.com.br
(MTB N.º 0021802/MG)
Formando em Administração de Empresas; Bacharel em Teologia, Pedagogia e acadêmico do curso de Antropologia e Religião. Possui ainda especializações e Pós-Graduação em: Gestão Ambiental; Gestão Pública pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais; Psicanálise, Acupuntura, Ciências da Religião, Maçonologia – História e Filosofia e MBA em Gestão Empresarial. É Dr. h.c. Administração pela Logos University In. e Dr. h.c. em Educação pela Faculdade de Ciências Médicas e Jurídicas – FACMED.

Referencias bibliográficas:

WIKIPEDIA. Minas Gerais. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Minas_Gerais. Acesso em: 02 dez. 2020.

GERAIS, Governo do Estado de Minas. História de Minas Gerais. 2020. Disponível em: https://www.mg.gov.br/conheca-minas/historia#:~:text=O%20desbravamento%20na%20regi%C3% A3o%20que,S%C3%A3o%20Paulo%20e%20Minas%20Gerais.. Acesso em: 02 dez. 2020.

Ver Mais Notícias


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *