CÂMARA APROVA O HOSPITAL DE CAMPANHA

Os vereadores da Câmara Municipal de Muriaé aprovaram por unanimidade a autorização para implantação de uma Unidade de Saúde Temporária, mais conhecida como Hospital de Campanha, em Muriaé. O PL 83/2021 é de autoria conjunta dos vereadores Dr. Frederico (PTB), Delegado Rangel (PSB) e do presidente da Câmara, Afonso da Saúde (PTB).

Por determinação do presidente, o PL foi lido e colocado em votação em caráter de urgência na sessão desta terça-feira, 6. No entender de Afonso da Saúde, tal votação urgente se fez necessária para viabilizar a disponibilidade de mais leitos específicos para tratamento da covid na cidade, a fim de amenizar os impactos e contribuir para a reabertura do comércio, ao desafogar o sistema de saúde e aumentar a capacidade de atendimento, caso necessário.

Com a aprovação da matéria, o Poder Executivo fica autorizado a implantar a unidade anexa ao Hospital São Paulo, à UPA ou próximo a outro local que atenda pelo SUS. De acordo com o texto da matéria, o Hospital de Campanha será destinado para atendimento exclusivo de pacientes com Covid que apresentem piora do quadro respiratório e necessitem de suporte invasivo e não invasivo.

Devido à Onda Roxa, as sessões estão acontecendo de forma remota, com transmissão ao vivo pelo Facebook da Câmara.

Vereadores aprovam quase R$ 1,5 milhão para Saúde – A Câmara também aprovou recursos na ordem de R$1.461.000,00 para a Saúde.

O PL 78/2021 autoriza o chefe do Executivo a efetivar abertura de crédito adicional especial de R$ 1.069.000, destinados ao enfrentamento da covid em Muriaé e à compra de remédios para a Farmácia Municipal.

Já o PL 76/2021 autoriza a abertura de crédito de R$ 392 mil para a Secretaria Municipal de Saúde, para a prestação do serviço de atenção domiciliar.  Ambas as matérias são de autoria do Executivo Municipal.

Outros projetos aprovados – Outros três PL’s foram aprovados na sessão desta terça-feira: o 75/2021, que acrescenta dispositivo à Lei Municipal 6.002/2020; o PL 77/2021, acrescentando ação às Metas Físicas da Lei 5.571/2017, Plano Plurianual de Muriaé; e o PL 70/2021, o qual altera a Lei Complementar 3.195 de 27 de dezembro de 2005 – Código Tributário do Município, a fim de adequar a legislação municipal ao padrão nacional de obrigação acessória do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN).

Além disso, o Projeto de Resolução 05/2020, que dispõe sobre a prestação de contas do ex-prefeito de Muriaé Ioannis Konstantinos Grammatikopoulos (Grego), ano exercício de 2018, também foi votado e aprovado pela Casa por nove votos a favor, dois contra e cinco abstenções.

Ver Mais Notícias


19 Comments

  1. Favor revisarem o último decreto sobre as restrições de pandemia. No mesmo está escrito, Art. 2º. II que é permitido o trabalho de industrias, mas estão fechando as industrias de confecção do Vestuário.
    O decreto está mal escrito ou estão executando a lei de forma erronia.
    Se é para as industrias fecharem, então tem que ser todas, como por exemplo, Cristal Temper.

  2. Aguardem e confiem! Politicagem não significa o mesmo que política, e político não é o mesmo que politiqueiro. E parabéns a população, tanto pelas escolhas políticas quanto pela conduta diante do caos na pandemia.

  3. Isso aí,agora é formar a equipe pra trabalhar,pq colocar um leito forrado,com um monitor,um respirador e umas bombas de infusão pendurada no suporte isso é muito fácil,e a mão de obra?

  4. E com relação ao TRATAMENTO PRECOCE que vem dando certo em diversos Municípios nada! Silêncio absoluto por parte da turma ai.
    Foi notório os escândalos envolvendo contratos com relação aos Hospitais de Campanha nas capitais do País.
    Está mais que provado que a intenção nunca foi reduzir pacientes nas UTI´s, inclusive estão recebendo pessoas de outras cidades.
    Espero que a população esteja acompanhando essas articulações e seus respectivos contratos bem de perto, assim como o MPF.
    Vale lembrar que é uma verba milionária que não depende de licitação, um prato feito para corruptos.

  5. Para que construir hospital de campanha se já existe o SESC pronto, com espaço e infra-estrutura???
    Iria economizar bastante, sendo necessário apenas os mateira hospitalares (que em qq lugar é necessário).

    1. E quem disse que querem economizar? O nome disso chama se VERBA emergencial milionária sem necessidade de licitação.
      O$ olho$ brilham!!
      Aguardem e verão os escândalos futuros

  6. “PROJETO DE LEI Nº 83/2021
    IMPLANTAR UNIDADE DE SAÚDE TEMPORÁRIA (HOSPITAL DE CAMPANHA)
    SE EU FOSSE VEREADOR, NÃO APROVARIA!
    Eu não assinaria um “cheque em branco”. Como, onde, quando irá ser criado o hospital. Qual a sua capacidade? Quanto custará? De onde virão os recursos? Quais recursos financeiros, humanos e materiais serão necessários para o seu pleno funcionamento? Dispensa de licitação não elimina a necessidade de projetos, pelo menos, do Projeto Básico de que trata a Lei nº 8.666/1993.
    O que pensam o Senhor Prefeito e, principalmente, o CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE MURIAÉ, à vista de suas atribuições constantes da Lei Municipal nº 5.408/2017 e da Resolução nº 453/2012 do Conselho Nacional de Saúde?
    As soluções para os graves problemas decorrentes da COVID-19 já deveriam ter sido discutidas com a população em várias audiências públicas, devidamente assessoradas por especialistas de diferentes áreas. O que aprendemos com os Hospitais de Campanha implantados e desativados no país e no mundo!
    O QUE EU FARIA?
    Recordando a história de Garrincha com Feola, o técnico da Seleção Brasileira em 1958: Primeiro, eu combinaria com os “russos” – neste caso, os “russos” são o Prefeito, Vice-Prefeito, Secretário de Saúde e Conselheiros Municipais de Saúde!
    LEI ORGÂNICA DE MURIAÉ (MG)
    Art. 86 – O Poder Executivo é exercido pelo Prefeito do Município, auxiliado pelos Secretários Municipais.
    Art. 94 – Compete privativamente ao Prefeito:
    XXIII – exercer, com o auxílio do Vice-Prefeito, Secretário Municipal ou diretores equivalentes, a administração do Município, segundo os princípios da Lei Orgânica Municipal.

  7. Agora fiquei sem intender nada, o próprio secretário de saúde em entrevista a rádio muriaé disse fora de cogitação hospital de campanha por falta de profissionais para trabalhar.

  8. lembrando aqui também que no inicio de governo, o dr marcos guarino disse que não tinha como fazer hospital de campanha e agora tem???liberar e aprovar milhões parece fácil ;quero ver contratar enfermeiros e médicos e pessoal para administrar o local a ser escolhido ;não saindo do papel esse circo armado quero ver pra onde vai os milhões que já veio 27 milhões, fora os outros que já foram aprovados,o ministério publico será ,será que não está vendo isso meu povo??? o povo tem que cobrar cadê a transparência ????afffffff

  9. Vacinação em massa e o correto hospital para que para morrerem mais por que vai Lara hospital passando mal controlável interna para melhor o caso agrave e morre
    Tem que ter a tal de barreira sanitária já acorda povo
    Hospital de campanha para que t.qje e comprar respiradores descentes que vivem dando defeito e morrendo pacientes várias pessoas já relataram isso que toda hora estraga da problema respirador e paciente morre
    Onde está as vacinas para o povo
    Onde está a barreira sanitária acorda povo

  10. Eles quer e tumultuar e não gastar nada a verdade e político só quer seu voto e todos sabem disso mais na hora de votar esquece. A verdade e desde o ano passado quando veio a milhonaria verba deveria se ter feito a barreira sanitária que eles se negam a fazer e diz a população não tô nem aí povo que se lixe quero meu voto a barreira sanitária diminui a transmissão se 50 a 70% de contaminação se bem estrutura 24 horas por dia sem relaxar 7 vezes na semana e kit covid e monitoramento onde vai, tempo de permanência e etc…….. Desinfectar os carros, aderir temperatura corporal e fazer o teste rápido
    A outra e a vacinação mais rápida está muito lento quase parando e com isso tudo evitaria comércio fechado, pessoas inocentes morrendo sendo mortas, hospitais desafogados menos contaminação e etccc e fiscalizar diariamente filas dos bancos e lotéricas que são lotadas pessoas sem máscaras espirrando na cara dos outros sem respeito tudo aglomerado e bares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *