Pico da Bandeira 60 Anos: nossa Reportagem entre os primeiros visitantes pós reabertura

VIAGEM AO 3º PICO MAIS ALTO DO BRASIL. APOIO SICREDI BOTUCARAI RS/MG

REPORTAGEM ESPECIAL -ALTO CAPARAÓ-MG

Nossa reportagem está entre os primeiros 50 visitantes a ter acesso ao Pico da Bandeira, no Parque Nacional do Caparaó, em Alto Caparaó-MG, o qual estava fechado há mais de um ano devido as restrições da Pandemia da Covid-19.

A reabertura, apesar de limitada, aconteceu nesta segunda-feira (24 de maio) pela Portaria MG, no momento em que o Parque Nacional do Caparaó faz Aniversário de 60 anos. Criado em 24 de maio de 1961 pelo Decreto Federal nº 50.646, pelo então presidente da República, Jânio Quadros, o Parque tem 31.800 hectares de área e abriga o o 3º pico mais alto do país, o Pico da Bandeira, com 2.892 m de altitude, e também o mais acessível.

É administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e conta ainda com outras atrações, como o Pico do Cristal, com 2.769 m, em MG; e ainda o Morro da Cruz do Negro (2.658 metros), a Pedra Roxa (2.649 metros), o Pico dos Cabritos ou do Tesouro (2.620 metros), o Pico do Tesourinho (2.584 metros), e a Pedra Menina (2.037 metros), todos em território capixaba.

Cidade de Alto Caparaó MG vista do Parque Nacional

Portaria mineira do Parque Nacional do Caparaó

Saímos de Muriaé às 4 horas da manhã e pouco depois das 6h já estávamos aguardando na Portaria mineira. O número de cadastrados não era grande para este dia, cerca de 14 visitantes, máximo permitido 50 pessoas/dia. Nesta expedição tivemos o apoio da mais nova instituição financeira de Muriaé, o SICREDI Botucaraí RS/MG que apoia e incentiva iniciativas que fortaleçam o turismo regional e todas as ações que visam o desenvolvimento dos municípios da Zona da Mata mineira.

A trilha começa aqui, é praticamente o dia todo a ida e volta

Os monumentos sobre o Pico da Bandeira vistos de longe
A Casa de Pedra no Terreirão, meio da viagem

Lindos cenários ao longo do caminho

Minha equipe foi composta pelo brigadista e guia na região de Muriaé, Silvan Vital de Freitas e o guia profissional do Parque Nacional do Caparaó, Cícero Alves Filho (Cicinho da Caparaó Trekking). A subida partindo da Tronqueira, que é até onde vai o carro a 2.000 m de altitude, começou às 7h para uma caminhada de (6,9 Km) e pouco depois das 11h já estávamos curtindo a beleza de uma das principais atrações turísticas do Brasil, o Pico da Bandeira. Lá em cima o Cruzeiro no marco que divide MG/ES e a bela obra em homenagem a Bandeira do Brasil, feita em 1983.

Como é muita altitude, não demorou a ventar e chegar um tipo de frente fria, pode ter baixado a temperatura pra 5 graus com sensação térmica de 2 graus. É o charme do lugar que gela no inverno, pois já chegou a registrar em um passado recente -14 graus, deixando um cenário de filme.

Foto de Sairo Guedes, guia do Parque. Grande geada -14 graus

Não é atoa que o lugar já foi cenário também para casamentos e ensaios fotográficos de noivas, como do casal, Vinícius Milanesi e Dariane Flaviano. Toda a beleza do dia especial foi capturada pelas lentes de Rafaela Emerick e vídeo-maker, Thiago Ferri.

São 6 Décadas de histórias muito bem contadas por desbravadores, visionários, apaixonados pela natureza, aventureiros e sonhares.

VEJA A NOSSA GALERIA DE FOTOS DO PICO DA BANDEIRA… Clique em “Leia Mais”.

Com os guias, Cícero (Alto Caparaó) e Silvan Vital (Muriaé)

Ver Mais Notícias


5 Comments

  1. Dia aproveitoso em um cenário lindo e único!
    foi um prazer te acompanhar Xara ,em mais uma aventura,TAMOSJUNTOS !
    Grande guia Cícero (Cicinho ) obg pelo belo trabalho!
    Silvan vital
    VITAL ECOTURISMO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *