NO TOPO DE ERVÁLIA, PICO DO CRUZEIRO

Primeiros metros da Trilha do Pico do Cruzeiro

Nossa reportagem visitou no domingo (20), a mais bela atração turística do município de Ervália e uma das principais da Serra do Brigadeiro: o Pico do Cruzeiro. O topo da grande pedra está a 1.646 metros de atitude em meio a uma vegetação baixa (campos de altitude) e cercada pelas montanhas que formam a Serra do Brigadeiro e Serra do Pai Inácio, um lindo cenário.

A subida começa no Complexo Turístico do Pico do Cruzeiro, no distrito de Dom Viçoso (mais conhecido como Grama). Trata-se de uma grande estrutura composta por um prédio com restaurante, salão, banheiros, área de show, campo de futebol, ducha, estacionamento e trilhas leves no entorno. Tudo isso é da Prefeitura de Ervália e com acesso gratuito para as famílias, inclusive a hospedagem nos sete chalés, mediante a reserva junto a Prefeitura.

Complexo Turístico Pico do Cruzeiro em Dom Viçoso
Chalés tem vista para o Pico

Começamos a trilha de 2,9 Km (moderada ou média), rumo ao Pico do Cruzeiro, frente a frente com a montanha. Passamos pela linda floresta com árvores centenárias e algumas raras. Uma das árvores precisa de quase 10 pessoas para abraçá-la, um fenômeno nesta região. Chama atenção o canto da araponga e outras aves e o barulho dos macacos. Há também o sapo de chifre (raro).

A árvore que precisa de quase 10 pessoas pra abraçá-la
Visitantes de São Sebastião da Vargem Alegre

O distrito de Dom Viçoso, o Grama

90 minutos depois, eu e o guia profissional que veio de Araponga, José Tiago Duarte, chegamos a parte alta, platô de 600 metros sobre a pedra, com vegetação baixa e com árvores retorcidas). Logo adiante, o fim da montanha, onde estão dois símbolos religiosos (comuns por todo o município): Cruzeiro e a imagem do Cristo. O curioso é que a imagem de 1,80 cm, pesando 240 quilos, foi levada nas costas por fiéis do Grama em 30 de setembro de 2017.

“Isso é um patrimônio e tradição desse povo aqui. A mais de 1.600 metros de altitude, a Santa Missa é celebrada todo Dia de Corpus Christi, com a presença do padre e dezenas de fiéis (há décadas tem sido assim, antes a celebração acontecia aos pés do Cruzeiro. Lugar exuberante”, disse o guia. No caminho encontramos visitantes de Ervália, São Sebastião da Vargem Alegre, Rosário da Limeira, Viçosa e Muriaé. São cerca de 1.200 visitantes por ano, só na missa anual vão de uma só vez, em média 250 pessoas.

Turismo de natureza, turismo religioso
O mirante a quase 1.700 m de altitude. Muitas fotos

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Ervália, responsável ainda pelo Setor de Turismo, Adriano Fontes Cunha, recebeu nossa reportagem e falou das várias ações que buscam o fortalecimento do turismo de natureza em Ervália. Contatos com a SECULT – Secretaria de Estado de Cultura e Turismo – filiação em associações, como a ABRIGA, criação do Conselho Municipal de Turismo e a busca pelo ICMS do Turismo, vêm sendo feitos, e tudo com o total apoio do prefeito Eloísio Cunha e do vice-prefeito, Mauro Godinho. Conhecemos também o administrador do Complexo Turístico, Geovane Martins e nosso almoço foi no restaurante do Complexo. Agradecimento também ao morador do Godinho de Ervália, Adenilson José Godinho, lavrador, cafeicultor, pela orientação nos passada com relação às estradas rurais de acesso ao Pico do Cruzeiro.

Com Geovane e o secretário municipal, Adriano Fontes
O guia de Araponga e região, José Tiago

Como chegar: Muriaé, BR-356, Ervália, Careço, Dom Viçoso (Grama) e Complexo Turístico. Há opção pelo Godinho de Ervália, mas é preciso se informar.

Veja nossa Galeria de Fotos, clique em “Leia Mais”.

Ver Mais Notícias


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *