Preocupação: Ponte histórica sobre o Rio Pomba precisa ser recuperada. Prefeitos buscam recursos

Uma ponte histórica da década de 30, conhecida como Ponte Velha e que está sobre o Rio Pomba, na divisa dos municípios de Laranjal, Leopoldina e Cataguases está trazendo preocupação aos moradores, principalmente pais de alunos, pois por ela passa também ônibus escolar.

“A Ponte Velha está caindo e mesmo assim a Secretária Municipal de Educação de Laranjal ainda não impediu que o ônibus escolar passe sobre ela. O veículo transporta cerca de 35 crianças com idade entre 5 e 12 anos, está correndo risco gravíssimo. Esta ponte já havia sido embargada em 2020 e foi feito um Requerimento assinado pelos nove vereadores e que pede a interdição da ponte, devido aos riscos que ela oferece” , disse um morador dizendo que foi feito também nesta nova Legislatura da Câmara Municipal de Laranjal, um novo Requerimento. Foi informado ainda que uma placa foi instalada no local proibindo trânsito de veículos acima de 12 toneladas.

Nossa reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Laranjal e um dos secretários enviou o seguinte relato: “Esta ponte sobre o Rio Pomba fica na divisa dos municípios de Cataguases, Leopoldina e Laranjal, local conhecido como “Ponte Velha”, antigo leito da rodovia Rio/Bahia, sendo ela de responsabilidade do Governo Federal. Chegou até a nós a Reivindicação, com isso a Defesa Civil Municipal, em conjunto com o três municípios, esta avaliando a situação e tomará as devidas providências”, disse.

Foi informado também que os prefeitos, de Leopoldina, Pedro Augusto e de Cataguases José Henriques tiveram um encontrado sobre a ponte e o objetivo foi unir forças e viabilizar a revitalização.

HISTÓRIA: A “Ponte Velha” fazia parte da antiga Rio-Bahia (BR-116) e foi inaugurada nos anos 30 pelo Presidente da República, Getúlio Vargas e o Governador de Minas Gerais, Benedito Valadares. A obra acabou ficando famosa por sua beleza arquitetônica e estrutural.

Ver Mais Notícias


One Comment

  1. Como que é a coisa pública né?!
    Como ainda não caiu, eu que não sou engenheiro sei que é só fazer uma pilastra (para baixo) no meio dela para apoiar e ela parar de ceder, mesmo o projeto sendo de uma ponte de vão longo. É uma obra emergencial que vai salvar ela. Só que para o poder público é ideal que ela caia para que seja feita do zero novamente e pelo valor que estão fazendo algumas pontes em muriaé, que é 1/4 do tamanho dessas (ou menos), ficaria no mínimo em dois milhões de reais para fazer uma ponte nova dessas, dado que uma ponte de menos de 20 metros de cumprimento, está custando 500 mil reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *