Feira Agroecológica de Muriaé também participa do Dia Internacional de Luta Contra Agrotóxicos

Os participantes da Feira Agroecológica de Muriaé realizaram, nesta sexta-feira (3), um movimento de conscientização pelo ‘Dia Internacional de Luta Contra Agrotóxicos’, na Praça São Paulo. O grupo de agricultores ofereceu um café da manhã com produtos vindos da Agricultura Familiar para o prefeito José Braz, secretário de Agricultura e Meio Ambiente Carlos Kneip e o adjunto Fernando Levati, o coordenador de Meio Ambiente, Gilberto Bonato Filho, o engenheiro agrônomo da Emater – MG Robério Torres acompanhado da extensionista de Bem-estar Social, Aurea de Oliveira. O evento envolveu também os moradores da região e ambientalistas.

“O data marca a morte de milhares de pessoas em 1984, logo após a explosão de uma fábrica de agrotóxicos na Índia. Já existem provas concretas dos males causados pelos agrotóxicos tanto para quem utiliza na plantação, quanto para quem o consome em alimentos. Milhares de agricultores do Brasil adotam hoje a agroecologia, mostrando que é possível produzir alimentos saudáveis com respeito ao meio ambiente, com garantia de uma melhor qualidade de vida e obtendo grande produtividade para comercializar em feiras livres”, disse Adriana Ribeiro, da Cooperativa de Produtores da Agricultura Familiar Solidária (Coopaf),

A Feira Agroecológica é uma união entre a Coopaf e a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente da Prefeitura de Muriaé, onde a primeira entra com toda a organização das atividades e associados e a segunda colabora com o funcionamento das atividades em praças públicas.

Para quem gosta de verduras frescas e produtos manufaturados, a feira oferece hortifrutigranjeiros sem agrotóxicos, especiarias caseiras, como doces de compotas, artesanato, peças e objetos. Ela funciona de 6h ás 10h, quartas-feiras, na Praça do Trabalhador (Barra) e em sextas-feiras, na Praça São Paulo (Centro).

Ver Mais Notícias


3 Comments

  1. Com certeza Janaína, sem falar que fica a dúvida se o que dizem ser livre de agrotoxicos são naturais mesmo, quem faz análise disso pra provar? Falar que natural todo mundo fala e tem propriedade pequena que põe veneno nos plantio que eu já ouvi de gente de lá mesmo. E tem mais quem é que vive comendo só cenoura, alface e essas couves? Cade o arroz e o feijão e a carne desse tipo de alimento

Deixe uma resposta para Janaina Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *