Mineradora CBA é premiada por mudança na coloração da água da barragem de Miraí

BARRAGEM FICA PRÓXIMO AO DISTRITO DE PIRAPANEMA, NA DIVISA MIRAÍ-MURIAÉ. Projeto de decantação de coloides na Unidade de Miraí foi reconhecido pela Revista Minérios & Minerales pelos benefícios para o meio ambiente, em especial para a clarificação da água da barragem. A atuação socioambiental da Companhia Brasileira de Alumínio (CBA) na Zona da Mata Mineira obteve mais um importante reconhecimento. O projeto “Decantação de Coloides na barragem de Miraí” foi agraciado com o Prêmio de Excelência da Indústria Minero-Metalúrgica, realizado pela revista especializada Minérios & Minerales, entregue na Fundação Dom Cabral, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A iniciativa aprimorou a qualidade ambiental da água armazenada na barragem, beneficiando a empresa, o meio ambiente e a população local. Alguns dos destaques foram a mudança na coloração da água da barragem – de turva para cristalina -, a diminuição no consumo de energia e no desgaste de equipamentos de bombeamento e a melhora da qualidade ambiental para o ecossistema local.

A ideia do projeto surgiu de uma descoberta durante a realização de testes para otimizar e reduzir custos da Estação de Tratamento de Água (ETA) da CBA em Miraí. Em 2019, ao longo do desenvolvimento de novos reagentes, constatou-se que as partículas suspensas na água possuíam cargas positivas, o que impedia a decantação natural, como acontece em rios, por exemplo, em função das partículas se repelirem e navegarem pela água do reservatório. Por esse motivo, a coloração do espelho d’água da barragem permanecia turva.

Saiba mais detalhes… Clique em “Leia Mais”.

Para neutralizar as cargas positivas, são necessários o controle e o ajuste do pH da água armazenada no reservatório, permitindo a decantação dos coloides em suspensão e, por consequência, o clareamento da água. Um alcalinizante foi aplicado diretamente na barragem por meio de recirculação de água controlada da própria ETA da Unidade, a fim de neutralizar a nuvem de carga positiva, que mantinha as partículas de argilominerais suspensas por repulsão.

O gerente das Unidades de mineração da CBA na Zona da Mata, Christian Fonseca de Andrade, destaca o rápido resultado após a conclusão da dosagem do alcalinizante. “Em apenas uma semana, a água passou de 18.000 NTU (Unidade Nefelométrica de Turbidez) para somente 5 NTU. Anteriormente classificada como turva, a água da barragem tornou-se cristalina em poucos dias, sendo possível o seu retorno ao meio ambiente sem necessidade de novos tratamentos na ETA”, celebra.

Além das melhorias na turbidez e na qualidade da água, o gerente da CBA ressalta outros benefícios para a empresa, o meio ambiente e as comunidades locais. “O projeto possibilitou uma redução de 30% no consumo de energia para devolução da água ao meio ambiente e um menor desgaste das bombas dos sistemas de captação da ETA e da recirculação que alimenta a Usina de Beneficiamento. Ainda mais importante é o aprimoramento da qualidade ambiental da água, beneficiando diretamente o ecossistema aquático e outros animais no entorno da barragem. Por isso, recebemos com grande satisfação o prêmio, que, mais uma vez, atesta a qualidade da atuação socioambiental da Companhia na região”, destaca Andrade.

Prêmio de Excelência da Indústria Minero-Metalúrgica: Chegando em sua 24ª edição em 2022, o Prêmio de Excelência da Indústria Minero-Metalúrgica tem por objetivo divulgar os projetos de aumento de produtividade, redução de custos e inovação desenvolvidos pelas equipes de diversos setores em uma mineradora. Os projetos são avaliados por um júri independente e os autores premiados recebem troféu e diploma como reconhecimento em solenidade.

Ver Mais Notícias


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *